31/05/2016

Aspectos nutricionais da tapioca

21-posts-maio-1000x1000-nutricionistahugoA farinha de tapioca é um produto característico das regiões Norte e Nordeste do Brasil, que é produzido a partir da fécula extraída das raízes da mandioca. Atualmente, com a crescente moda de dietas sem glúten, a tapioca por ser um alimento que não o contém, tem sido considerada uma grande aliada da boa forma. Contudo, devemos primeiramente avaliar as suas características nutricionais de modo geral e compará-las com outros alimentos para chegarmos a um veredito final.

A tapioca é um alimento apresenta um alto teor de carboidratos, baixo teor de gorduras, proteínas, sódio, fibras e minerais, além de ser isenta de glúten. Ela também é considerada um alimento de alto índice glicêmico, ou seja, que possui a absorção e liberação do seu carboidrato na corrente sanguínea de maneira mais rápida e abrupta, o que não é ideal para quem busca a perda de peso. Isso acontece pelo fato de ela ser um alimento pobre em fibras, proteínas e gorduras, que são fatores que influenciam no índice glicêmico dos alimentos, tornando a sua digestão e absorção mais lentas, o que resulta em um melhor controle da glicemia. Por isso, o ideal é sempre utilizá-la em associação com outros alimentos, de preferência alimentos de boa qualidade nutricional e que sejam fontes de fibras, gorduras e proteínas, com o intuito de reduzir o índice glicêmico. Alguns exemplos de alimentos que podem ser utilizados são: atum, frango, claras de ovos, ricota, queijo minas frescal light, cottage, frutas, vegetais, sementes, castanhas, pasta de amendoim, entre outros. As combinações a serem feitas são diversas, tudo dependerá da imaginação e preferências de cada um.

Como foi mencionado, a tapioca possui uma alta concentração de carboidratos. Em uma porção de 50 gramas de tapioca, temos um média de 40 gramas de carboidratos. Se compararmos com uma mesma porção (50 gramas) de outros alimentos, como a batata doce, inhame e o cará, teremos concentrações de carboidratos de 10, 14 e 9,5 gramas, respectivamente. Por isso, a tapioca é um alimento que deve ser utilizado com moderação e nos momentos adequados, já que se consumida de modo exagerado, pode prejudicar quem deseja emagrecer. Por isso, os melhores horários para utilizar-se a tapioca são no café da manhã, antes e após a realização de atividades físicas, já que são horários que permitem uma maior ingestão carboidratos.

Portanto, a tapioca é um alimento que possui aspectos nutricionais favoráveis e desfavoráveis para quem deseja reduzir peso ou gorduras. O fato dela não possuir glúten não tem influência alguma na questão do emagrecimento, é apenas uma informação necessária para indivíduos que possuem doença celíaca ou intolerância ao glúten e que não podem ingerir alimentos fontes de glúten. Portanto, o consumo da tapioca deve ser realizado com moderação, em horários adequados e com combinações que complementem de modo favorável a refeição.

Uma excelente receita para consumir a tapioca de maneira mais adequada é a famosa crepioca que utiliza a goma da tapioca, juntamente com ovos, queijos e possivelmente azeite, tudo dependendo da escolha e preferencia de cada um.

 

tahgIngredientes

2 ovos + 1 clara

2 col de sopa bem cheias de goma de tapioca

1 col de sopa de queijo cottage ou ricota

1 col de sobremesa de azeite

 

Modo de preparo(como se fosse fazer um omelete):

Misture bem os ingredientes em uma tigela e espalhe em uma frigideira bem quente, apertando de leve com uma colher. 

Facebook