29/05/2016

Fique atento ao uso de Adoçantes

18-posts-maio-1000x1000-nutricionistahugoFalar de adoçantes está em grande pauta atualmente. Isso deve-se ao recente aparecimento na mídia de um estudo Israelense com adoçantes, que evidenciou alterações negativas na flora intestinal de animais que consumiam alguns tipos de adoçantes. As principais alterações evidenciadas foram o aumento da glicemia (decorrente do aumento da intolerância a glicose) e o ganho de peso, que contribuem diretamente para o desenvolvimento do diabetes tipo 2 e da obesidade. Entretanto, essa não é uma descoberta ou associação recente. Em 2008, em um estudo realizado nos Estados Unidos, foi testada a influência da alimentação de ratos com o açúcar e sacarina (um tipo de adoçante). Foi dado a um grupo de animais iogurte adoçado com sacarina e a outro grupo o iogurte adoçado com açúcar. Foi evidenciado que o grupo que consumiu a sacarina ingeriu uma maior quantidade de calorias totais em relação ao outro grupo. Além disso, também foi o grupo que obteve o maior ganho de peso e de gordura. Para aprofundar o entendimento sobre o assunto, alguns estudos explicam que o consumo de adoçantes artificiais podem incentivar o desejo e o consumo de açúcar, pelo fato de darem um característica mais adocicada ao alimento. Em suma, eles podem contribuir para um certo “descontrole” das pessoas que tentam manter longe do seu paladar o açúcar e outros alimentos açucarados, já que eles podem lembrar ao nosso cérebro o prazer do sabor doce. Por  isso, é essencial a moderação inclusive no consumo de adoçantes, buscando também evitar o consumo prolongado de um mesmo tipo de adoçante. Além disso, é essencial ter cuidado não só com os adoçantes que adicionamos manualmente, mas também com os que estão presentes em alimentos industrializados, já que a indústria utiliza os adoçantes em larga escala em substituição ao açúcar.

Swithers SE, Davidson TL. A role for sweet taste: Calorie predictive relations in energy regulation by rats. Behav Neurosci. 122(1): 161-173, 2008.

Yang Q. Gain weight by “going diet?” Artificial sweeteners and the neurobiology of sugar cravings. Yale J Biol Med. 83(2): 101–108, 2010.

Swithers SEBaker CR, Davidson TL. General and persistent effects of high-intensity sweeteners on body weight gain and caloric compensation in rats. Behav Neurosci. 123(4): 772–780,2009.

Facebook