15/06/2016

Afinal, o ovo é mocinho ou vilão das dietas?

03-Janeiro-HugoA dica do Nutricionista de hoje fala sobre como aproveitar os benefícios deste alimento.

Devido ao elevado conteúdo de colesterol presente na gema, o ovo foi por muito tempo tido como um alimentoque deveria ser evitado pela maioria das pessoas, o que atualmente já é uma idéia ultrapassada. O colesterol não é algo maléfico ao nosso organismo, tanto que ele énaturalmente produzido pelo nosso corpo, já que éessencial para a produção de hormônios esteróides, da vitamina D, dos ácidos biliares (ajudam na digestão de gorduras), entre outras coisas. Ingerir pequenas quantidades de colesterol através da alimentação não é um problema para a maioria das pessoas, já que isso apenas irá complementar a demanda diária de colesterolproduzida pelo organismo. Entendido isso, vamos conhecer melhor as propriedades nutricionais do ovo equais implicações possui na saúde humana.

No ovo podemos encontrar dois compartimentos distintos, a gema e a clara. Na clara está presente grande parte da proteína presente no ovo, enquanto que na gema é que teremos todas as vitaminas, minerais, antioxidantes, gorduras, colesterol e o restante das proteínas presentes nesse alimento. São mais de 14 vitaminas e minerais que estão presentes na gema, além de carotenóides como a luteína e a zeaxantina, que são substância antioxidantes protetoras, principalmente dos nossos olhos. Além disso, a gema também é fonte de colina, substância que pode ser encontrada em todas as células do nosso corpo, sendo essencial para que elas desempenhem sua função adequadamente. Estudos tem indicado que a colina presente na gema do ovo também pode atuar na redução da absorção intestinal do colesterol presente no ovo. Em associação a isto, outros trabalhos tem demonstrado que os alimentos ricos em colesterol, como os ovos, não são os principais responsáveis pelo aumento do colesterol sanguíneo, mas sim o excesso do consumo de gordura saturada e de gordura vegetal hidrogenada. Por isso, o modo de preparo do ovo faz toda a diferença nesse momento, já que a fritura é responsável por aumentar o conteúdo de gorduras saturadas nos alimentos. O ideal é utilizar o ovo cozido ou preparado na frigideira mesmo, mas sem a adição de óleos ou azeite (a panela tem ser muito boa para não grudar).

Vários trabalhos tem indicado que o consumo moderado de ovos, o que representa de 1 a 2 ovos por dia em pessoas saudáveis, não aumentam o colesterol LDL (que é considerado o colesterol ruim), mas aumentam o colesterol HDL (que é considerado o colesterol bom). Além disso,estudos realizados com indivíduos obesos, mostrou que o consumo de ovos ajudam a dar mais saciedade e a reduzir o consumo de alimentos ao longo do dia, favorecendo o processo de emagrecimento. No estudo, a refeição escolhida foi o café da manhã, mas ele também poderá ser utilizado em outros períodos do dia, tudo dependerá do contexto da alimentação e da preferência de cada paciente.Portanto, a dica que sempre dou aos meus pacientes é utilizar mais claras do que gemas para aumentar o conteúdo de proteínas da refeição, mas ao mesmo tempo não deixando de fora 2 a 3 gemas, que também irão contribuir para a nossa saúde! Nao será somente um alimento específico que fará bem para nosso organismo, mas sim o conjunto e equilíbrio de todos alimentos, distribuídos ao longo do dia em nossa alimentação!?

Vamos praticar hábitos saudáveis sempre!

#mudancadehabitos

 

Facebook